Advogada de SC faz desabafo comovente após ser repreendida por desembargador: ‘Me senti primeiro ofendida como mulher, como mãe’

Caso aconteceu durante sessão na manhã desta segunda, dia 22 de agosto

ANÚNCIOS

Na manhã desta última segunda, dia 22 de agosto, durante uma sessão online de uma audiência da 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Amazonas, a advogada Malu Borges Nunes, de 29 anos, foi repreendida pelo desembargador Elci Simões.

Ela foi repreendida após a filha da advogada começar a chorar durante a audiência, a filha de Malu Borges tem apenas 6 meses de idade e a advogada estava trabalhando em home office.

As imagens da audiência viralizaram nas redes sociais pela maneira com que o desembargador falou com a advogada. Você pode ver a cena no vídeo abaixo:

ANÚNCIOS

Após toda a repercussão, na terça, dia 23 de agosto, a advogada agradeceu toda a atenção e carinho que recebeu dos internautas após o episódio.

Malu disse que se sentiu ofendida como mulher, como mãe e como advogada pelo desembargador questionar a ética profissional dela.

Segundo Malu, ela ficou muito mal e chorou bastante após o episódio, já que ela precisa dar conta de várias tarefas durante seu dia.

A Ordem dos Advogados do Brasil em Santa Catarina, de onde a advogada é, também se manifestou sobre o caso e destacou o ‘constrangimento enfrentado’ por Malu.

ANÚNCIOS

No dia em questão, Malu havia pedido para que fosse ouvida no início da sessão porque estava amamentando sua filha, entretanto, a solicitação da advogada foi negada durante a audiência.

Em nota, o desembargador diz que pediu “educadamente” para que a advogada evitasse barulhos durante a audiência.

Paulo Machado

Colunista de portal de notícias dedicado a TV e Famosos, Curiosidades, Saúde Natural e Bem-estar, Finanças e Política Brasileira