PUBLICIDADE


‘Apalpamento espiritual’: pastora cria polêmica com lista que choca os fiéis

A pastora resolveu divulgar uma lista com tudo aquilo que ela considera ser assédio na igreja.

Uma pastora resolveu fazer uma lista do que os fiéis, principalmente mulheres, não podem aceitar e acabou causando polêmica. Rute Noemi Souza tem 61 anos e um dos conselhos que deu é não deixar o pastor ficar apertando, colocar a mão na cintura e muito menos demonstrar intimidade.

PUBLICIDADE


Rute foi clara ao afirmar que se um pastor vai orar para os fiéis e coloca a mão nas partes íntimas da pessoa, é porque está cometendo assédio. Entretanto, a lista de recomendações traz muito mais conselhos.

Em seu perfil no Instagram, ela compartilhou com os seguidores uma lista e diz que os fiéis não devem aceitar nem mesmos sussurros no ouvido, beijos nos lábios, ou elogios íntimos.

https://www.instagram.com/p/CFUqS2wpIzI/?utm_source=ig_embed

PUBLICIDADE


 

Por fim, a Rute alertou que se um pastor diz que está falando em nome de Deus, é preciso ficar atento para não ser abusada e se for preciso, até mesmo denunciar o agressor.

PUBLICIDADE


Rute mora no Rio de Janeiro e tem compartilhado uma série de vídeos nas redes sociais, com importantes dicas para as mulheres não serem enganadas por membros da igreja.

Ela contou que decidiu fazer essa lista a partir de experiências próprias, pois passou por muitas coisas e outras histórias ficou sabendo através de mulheres que também sofreram assédio em ambientes religiosos.

Rute acredita que as mulheres estão se fortalecendo e hoje em dia denunciam bem mais que antes, mas ainda é preciso melhorar muito, além de todas se manterem atentas, cuidando umas das outras.

Autor