in

Após anos de efeito sanfona, ele perdeu mais de 50 kg tratando vício em comida

Eduardo Magalhães, de 41 anos, sabe muito bem quais são os altos e baixos de tentar perder peso e se manter estável. Desde a adolescência, o homem convive com essa rotina. Aos 14 anos de idade, o rapaz já pesava 100 quilos, quando procurou uma nutricionista e conseguiu perder 13 quilos com dieta.

Anos mais tarde, já na faculdade, voltou a engordar e alcançou os 120 quilos. Mais uma dieta e a eliminação de 28 quilos. Porém, muito restritiva, a dieta não ajudou por muito tempo e o rapaz voltou a engordar os 120 quilos e mais alguns também.

Ao atingir 160 quilos, pensou em fazer uma cirurgia bariátrica. Mas desistiu quando descobriu que seria possível emagrecer com a mudança de seus hábitos alimentares. E, mais uma vez, emagreceu com a ajuda de uma nutricionista esportiva. Dessa vez, foram 47 quilos. Mas desistiu da dieta, voltando a engordar.

No ano passado, Eduardo sentiu que precisava tomar as rédeas do seu corpo e da vida. Procurou ajuda, passou a frequentar um atendimento especializado, em que nutrição e psicoterapia trabalham juntas. Descobriu que tinha o vício de comer, que é tão grave quanto qualquer outro vício. Tudo na sua vida girava em torno da comida. Suas emoções sempre eram compensadas comendo e muito.

Assim, o homem passou pela terapia e mudou seu estilo de vida. Trocou programas em que o divertimento era comer para outros, como passeios. Aprendeu a fazer escolhas.

Eduardo diz que a esposa o ajudou muito nesse processo. E que conseguiu chegar na sua meta pessoal de 82 quilos.

Os benefícios são imensos. Já não tem mais apneia do sono, não ronca, tem muito mais disposição para realizar as coisas. E Eduardo diz ainda, em reportagem ao UOL, que é muito gratificante comprar roupas novas, nos seus tamanhos atuais.

Via: uol.com.br

Escrito por VANESSA B

Escreve de tudo um pouco: notícias do dia, curiosidades, ciências... basta ter um bom café pra animar a prosa.