Após declarações do Papa sobre casamento homossexual, Vaticano reage

O Papa foi claro ao defender os direitos civis das pessoas homossexuais, mas o Vaticano reagiu as declarações.

Anúncios

As declarações mais recentes do Papa Francisco sobre a união civil entre pessoas do mesmo gênero deixou muitos católicos reflexivos. O Papa foi claro ao defender os direitos civis das pessoas homossexuais, mas o Vaticano reagiu as declarações.

Para que não restassem dúvidas ou mal-entendidos, o Vaticano afirmou, por meio de nota, que os dogmas da Igreja não estão mudando e nem mudarão. De forma simples, a Santa Sé defendeu que o Papa se referia a vida civil das pessoas, fora da Igreja.

Anúncios

O Papa Francisco, desde que assumiu o cargo, tem mantido posições muito claras e progressistas, defendendo a divisão entre Igreja e Estado. Sua recente declaração sobre direitos civis de pessoas homossexuais foi mais uma demonstração da posição.

Enquanto alguns católicos comemoraram o posicionamento, julgando correto e razoável; outros reagiram com receio, já que a Igreja católica não realiza e não celebra, a união afetiva entre pessoas do mesmo gênero. Por isso, a declaração do Vaticano.

Anúncios

Em suas declarações, o Papa defende que pessoas homossexuais devem ter o direito de “estar em uma família”. “Elas são filhas de Deus e têm direito a uma família”, declarou. O Pontífice defendeu que as leis civis contemplem o grupo.

Muitas vezes, os fiéis acabam fazendo confusão entre os direitos civis, os de dever do Estado, e os dogmas religiosos. Neste caso, o Vaticano apenas quis demarcar sobre o que o Papa Francisco falava em suas declarações recentes.

Foto do autor
Roberta R
Notícias diárias, cobrindo que acontece de mais interessante no Brasil e no mundo. Notícias curiosas, interessantes e cobertura dos famosos.

Publicado em: