PUBLICIDADE


Após o pai perder o emprego, menina de 7 anos escreve carta comovente pedindo ajuda: “Estamos passando fome”

A menina escreveu o texto em uma folha de caderno e pedia ajuda para a família; ela escreveu com ajuda de uma irmã.

No Distrito Federal, uma família estava passando por dificuldades financeiras devido a pandemia do novo coronavírus, estavam sem emprego e sem condições de pagar as contas, faltava até o alimento para pôr a mesa.

PUBLICIDADE


Foi então que a menina de 7 anos escreveu uma carta para a polícia do Distrito Federal pedindo ajuda para a sua família, porque o pai havia perdido o emprego e estavam passando fome. A mensagem escrita pela pequena comoveu a Polícia Militar da região.

A menina escreveu o texto em uma folha de caderno e pedia ajuda para os parentes. Ela fez o bilhete com o apoio de sua irmã e no mesmo contava que os pais estavam sem emprego, todos passavam fome e ela tinha mais sete irmãos. A carta escrita pela criança chegou nas mãos dos policiais e sensibilizou a todos na corporação.

Os policiais, então, com a carta em mãos, publicaram nas redes sociais o pedido da criança e fizeram uma campanha para arrecadar alimentos para levar para a família que passava por dificuldades. A campanha realizada pelos agentes do Distrito Federal foi um grande sucesso, muitas pessoas enviaram alimentos para o grupo.Segundo o Coronel Jorge Barreto, foram tantas pessoas envolvidas na campanha de solidariedade, que foi possível até ajudar outras famílias que estavam passando por dificuldade. Foram distribuídos mais de 5.000 kg de alimentos e uma cesta com itens de higiene.

PUBLICIDADE


A menina de 7 anos contava na carta que a mãe e o pai saíram pela rua para pedir alguma coisa para comer, para não verem os filhos passarem fome, mas nem todo mundo ajuda, e diz que tem fé em Deus que vai colocar nos seus caminhos pessoas boas.

A criança decidiu entregar a carta para polícia, porque pretende seguir essa profissão. O coronel Jorge Barreto relatou que essa família, como outras, receberam alimentos, roupas, brinquedos. A corporação vem realizando esse tipo de ação para amenizar o sofrimento de algumas famílias em meio à quarentena.

PUBLICIDADE


 

Autor