PUBLICIDADE


Após perder mãe, irmão e avó para Covid-19, jovem desabafa aos prantos e fala da dificuldade em superar as mortes: “Meu coração sangra”

Veja a triste realidade desta família, a qual perdeu não um, mas sim três parentes para o novo coronavírus em um intervalo de poucos dias.

A vendedora Marina Angélica Reversi, de apenas 27 anos, perdeu avó, a mãe e o irmão há cerca de dois meses, por conta da doença do coronavírus. A família mora Guapiaçu, interior de SP. A perda dos entes queridos ocorreu no intervalo de apenas dez dias, após contraírem o novo vírus.

PUBLICIDADE


A jovem relata que a parte mais triste foi enterrar os seus familiares, não poder se despedir deles nem muito menos vê-los pela última vez.

Ela conta que a saudade é algo que incomodava muito e também a deixava triste. Marina conta que a sua fé é o que a faz seguir em frente, já que relata que toda a sua força vem de Deus.

PUBLICIDADE


A jovem conta que a primeira pessoa a não resistir à covid-19 foi o seu irmão, de 29 anos, Jaiel Reversi. Ele tinha hipertensão e acabou falecendo 2 dias após contrair a doença, no dia 18 de maio.

No momento do enterro de Jaiel, sua mãe e avó já estavam internadas com sintomas do vírus. Infelizmente, no dia 30 de maio, a avó dos jovens, Diva Marques, acabou falecendo. Logo em seguida, dois dias depois, a mãe deles também veio a falecer, Marlene Moreira dos Santos.

PUBLICIDADE


Marina revela que eles eram o alicerce da sua família, bem como da sua vida. Ela ainda relata que seu “coração sangra”. Os enterros foram realizados sem velório, de acordo com as recomendações dadas pelo Ministério da Saúde.

Autor