Bairro infestado: pai de menina que morreu com picada de escorpião desabafa sobre falta de conscientização

A menina foi picada dentro do quarto, quando tentava pegar um cobertor. O socorro foi prestado rapidamente, mas a menina apresentou complicações e foi levada a UTI. Ela não resistiu.

Anúncios

Ketlyn de Aguiar Brito, 11, morreu na última terça-feira (18), vítima de uma picada de escorpião. A família ainda tenta encontrar formas de seguir em frente e o pai, Augusto, desabafou sobre a perda da filha. O caso aconteceu no Lins, interior de São Paulo, no bairro de São João.

A menina foi picada dentro do quarto, quando tentava pegar um cobertor. O socorro foi prestado rapidamente, mas a menina apresentou complicações e foi levada a UTI. Ela não resistiu. Agora ficam as lembranças da menina, que tinha apenas 11 anos.

Anúncios

“Não é fácil porque tudo lembra ela”, desabafa Augusto. Ele também lamenta a falta de conscientização da população sobre o assunto, especialmente no bairro em que mora. De acordo com ele, um vizinho próximo já chegou a encontrar 15 escorpiões no quintal.

A presença de entulho nos terrenos favorece a infestação. Ketlyn havia acordado de madrugada com um pesadelo e estava buscando um cobertor para deitar com a mãe no momento em que foi surpreendida por um escorpião que estava na roupa de cama.

Anúncios

A Secretaria Municipal de Saúde do Lins confirma que houveram 45 casos de picadas de escorpião na cidade apenas esse ano. A prefeitura também informou que realiza ações de conscientização e mutirões de limpeza no bairro de São João.

A menina foi levada para a Santa Casa da cidade, hospital apontado como referência no atendimento de picadas de escorpião para a cidade e também outros municípios da região.

Foto do autor
Roberta R
Notícias diárias, cobrindo que acontece de mais interessante no Brasil e no mundo. Notícias curiosas, interessantes e cobertura dos famosos.

Publicado em: