PUBLICIDADE


Barragem se rompe em Minas Gerais, deixa população em pânico e caso está sendo investigado

Os fiscais analisaram a água de um ribeirão e informaram que foi contaminada.

Em Ouro Preto, a cerca de 100 km da capital mineira, o rompimento de uma barragem deixou a população em pânico, além de contaminar a água de ribeirão e córrego. Agora a Feam – Fundação Estadual do Meio Ambiente, está investigando o caso e informou que o vazamento de rejeitos de minério ocorreu em uma barragem da Gerdau.

PUBLICIDADE


Hoje os fiscais do órgão foram para Ouro Preto e estão analisando tudo para ver o tamanho do estrago.

Nesta última sexta-feira, dia 28, a Feam já havia recebido um alerta de que estava ocorrendo um vazamento na Barragem dos Alemães, que está localizada em uma mina da Gerdau. A estrutura fica no distrito de Miguel Burnier.

Até o momento já ficou confirmado que as águas do Ribeirão Mango e também do córrego dos Alemães estão contaminadas. Agora os fiscais da Feam estão analisando para descobrirem se há depósito do material também no leito desses cursos d’água.

PUBLICIDADE


A Gerdau deverá ser autuada pelo dano ambiental, mas por enquanto a empresa não se pronunciou a respeito. Essa barragem dos Alemães tem a estrutura no mesmo esquema da barragem de Brumadinho que rompeu no ano passado e a de Mariana, cujo rompimento foi em 2015.

A Política Estadual de Segurança de Barragem determina que esse tipo de estrutura precisa ser submetido a um método de descaracterização. No caso desta barragem em Ouro Preto, a Gerdau aguarda uma autorização para que a vegetação possa ser retirada e assim as obras de descaracterização possam ser iniciadas.

PUBLICIDADE


Autor