PUBLICIDADE


Beneficiários do auxílio emergencial podem ser prejudicados com a greve de funcionários da Caixa

Com a greve dos bancários, os beneficiários do auxílio estão temendo serem afetados e prejudicados; entenda.

Nos próximos dias, os bancários da Caixa Econômica Federal poderão aderir à paralisação de seus serviços.

PUBLICIDADE


A possível greve é cogitada por conta da campanha salarial, a qual será debatida em assembleia nesta terça-feira, dia 25 de agosto.

Na semana passada, os horários de funcionamento da Caixa Econômica Federal foram reduzidos.

Com a redução no horário de funcionamento das agências e a possível greve dos bancários, os beneficiários do auxílio emergencial temem ter seus pagamentos prejudicados.

PUBLICIDADE


O auxílio emergencial é um benefício do governo que entrou em vigor para ajudar as pessoas em situação vulnerável por conta da pandemia de COVID-19.

PUBLICIDADE


Os pagamentos são feitos em depósito na conta digital, onde o beneficiário pode fazer pagamentos em boletos, conta de água, luz, ou pagar compras feitas com cartão virtual.

Os saques em espécie e transferências são disponibilizados em calendário organizado de acordo com o mês de nascimento do beneficiário.

Tudo isso foi pensado na intenção de evitar filas e aglomerações nas agências da Caixa.

Mas agora os beneficiários temem atraso nos saques com a possibilidade da paralisação dos funcionários da CEF.

PUBLICIDADE


Após assembleia para decidir se os funcionários irão aderir à greve e atualização das notícias referentes a este assunto, repassaremos aos nossos leitores.

Continue acompanhando nossa página para estar sempre atualizado sobre as mais novas notícias.

Assim que a situação for atualizada, novas publicações serão feitas sobre a Caixa e o auxílio emergencial, fique ligado!

Compartilhe esta matéria com seus amigos e os deixe por dentro das mais novas novidades!

Autor