PUBLICIDADE


Bolsonaro toma guaraná rosa no Maranhão e diz que ‘virou boiola’; os políticos protestaram

O presidente fez uma visita oficial ao Maranhão e acabou se envolvendo em uma grande polêmica.

Nesta quinta-feira (29), o governador do Maranhão juntamente com a bancada do estado no Congresso ficaram revoltados com Jair Bolsonaro. A confusão toda começou com o presidente indo ao estado em uma visita oficial e, chegando lá, ele fez uma piada homofóbica.

PUBLICIDADE


Bolsonaro tomou um refrigerante cor-de-rosa e disse: “Agora virei boiola, igual maranhense“. Em seguida, completou: “Quem toma esse guaraná vira maranhense. Que boiolagem isso aqui“.

O refrigerante que o presidente tomou é o Guaraná Jesus, um dos mais tradicionais no Maranhão e que inclusive se tornou símbolo do estado. A declaração polêmica foi feita durante uma live por volta do meio-dia e Bolsonaro voltou a fazer a “brincadeira”.

PUBLICIDADE


As imagens logo ganharam as redes sociais e revoltou pessoas de todo Brasil. O presidente estava sem máscara no encontro com os apoiadores. Os internautas lembraram que o item de proteção facial é obrigatório no Maranhão desde maio.

PUBLICIDADE


O governador do Maranhão já avisou que processará Jair Bolsonaro. Flávio Dino usou as redes sociais para dizer que o presidente foi ao estado e com sua “habitual falta de educação”, fez uma piada totalmente sem graça a respeito de uma das maiores tradições daquela região.

Márcio Jerry e Rubens Pereira, ambos deputados do Maranhão, também criticaram a atitude do político e disseram que foi um desrespeito com a população do estado. Vários parlamentares de outros lugares também se posicionaram contra a declaração de Bolsonaro.

Autor