PUBLICIDADE

Brasil chora morte de cantora que conquistou a muitos, mais uma vítima da COVID-19; ela ia tomar a vacina dias antes

A cantora faleceu.

Nesta quinta-feira, dia 24 de junho, foi anunciada a morte da cantora Carina Duarte. Ela morreu aos 47 anos de idade, se tornando mais uma vítima das complicações causadas pela COVID-19. Ela faleceu na capital goiana. A artista estava internada no Hospital das Clínicas. Sua internação ocorreu no dia 6 de junho. Porém, conforme o seu quadro foi piorando, ela foi transferida para a UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), onde foi intubada.

PUBLICIDADE

Confira abaixo o comunicado oficial publicado em sua conta:

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Carina Duarte®️ (@carinaduarteofficial)

Nos comentários, muitos lamentam sua partida.

PUBLICIDADE

A artista tinha mais de vinte anos de carreira. Ela ficou bastante conhecida por participar de eventos comemorativos ou corporativos. Natural da região do Guarujá, em São Paulo, se mudou para Goiânia assim que visitou o local, se apaixonando pela cidade.

De acordo com o marido dela, Erivelton Tolentino Tavares, também conhecido apenas como Eri, que também é músico e parceiro da artista, a sua mulher tinha problemas como obesidade e diabetes e não chegou a ser vacinada, pois no dia em que iria receber o imunizante, acabou apresentando os primeiros sintomas da doença.

PUBLICIDADE

Carina tinha um grande repertório musical que costumava agradar a todo o público. Ela sofreu influências de cantoras como Elis Regina, Marisa Monte, Maria Bethânia, entre outros artistas.

A filha da artista, Nicole Oliveira, de 23 anos, também precisou ser internada devido às complicações causadas por este vírus.

Autor