PUBLICIDADE

Brasil está perto da marca de 70 mil mortes por Covid-19 e Jair Bolsonaro se pronuncia nas redes sociais sobre medidas que estão sendo tomadas em seu mandato

Bolsonaro publica medidas que estão sendo tomadas no governo.

Desde que a pandemia do coronavírus atingiu o Brasil, o presidente Jair Messias Bolsonaro se pronunciou diversas vezes com frases e ações de combate ao vírus polêmicas e, por causa disso, o país continua dividido entre pessoas que apoiam o político e pessoas que o criticam nesse contexto.

PUBLICIDADE

O território brasileiro é o segundo país que tem o maior número de casos confirmados de contaminados pelo vírus, ficando atrás apenas dos Estados Unidos. Em razão disso, a situação no Brasil é bastante preocupante.

Até o atual momento, as estatísticas do país já revelam mais de 67 mil óbitos em decorrência da covid-19, segundo os dados que estão sendo divulgados pelo Ministério da Saúde. O Brasil deve alcançar cerca de 70 mil mortes nos próximos dias.

Em meio a essas circunstâncias, o presidente acabou sendo alvo de diversas críticas, o que o levou a se defender como pôde. Nesta última quinta-feira, 9 de julho de 2020, Bolsonaro fez uma publicação em suas redes sociais, a qual mostrava suas ações adotadas no Governo Federal do início do seu mandato até agora.Ao todo, o perfil do presidente publicou nove imagens falando sobre as medidas que estão sendo realizadas desde janeiro de 2019, que foi quando Bolsonaro assumiu a presidência do Brasil, depois que venceu Fernando Haddad (PT), no segundo turno das eleições de 2018. O presidente também fala sobre as medidas que foram adotadas antes do Carnaval de 2020:

PUBLICIDADE

https://www.instagram.com/p/CCY-D21hxqe/?utm_source=ig_web_copy_link

Em uma das imagens que foram publicadas no perfil do presidente no Instagram, Bolsonaro cita as principais ações que foram tomadas durante a pandemia. “Decreto de Emergência em Saúde em 03/02. (20 dias depois, carnaval estava acontecendo normalmente em todo o país) ”, diz um dos itens.

PUBLICIDADE

Por causa disso, muitos internautas que seguem o presidente estão utilizando o argumento do “Decreto de Emergência” para afirmar que o Bolsonaro não tem culpa das vidas perdidas por causa do coronavírus.

Autor