PUBLICIDADE


Carolina Ferraz rebate ao vivo acusações contra Igreja Universal feitas por William Bonner no Jornal Nacional

Recentemente, a Globo realizou reportagens denunciado supostas irregularidades do governo de Marcelo Crivella a frente da prefeitura do Rio de Janeiro.

A disputa entre TV Globo e Record TV não é de hoje. Historicamente, ao longo dos anos, as emissoras trocam farpas. Recentemente, a Globo realizou reportagens denunciando supostas irregularidades do governo de Marcelo Crivella a frente da prefeitura do Rio de Janeiro.

PUBLICIDADE


Crivella é um nome importante dentro da Rede Record, justamente por ser bispo da Igreja Universal do Reino de Deus e também pela relação familiar com o Bispo Edir Macedo, dono da emissora e fundador da IURD.

Recentemente, a Globo carioca expôs um suposto esquema de corrupção envolvendo o prefeito Crivella e apontou que, de acordo com dados do Ministério Público, a Igreja teria sido usada pela gestão municipal para a lavagem de dinheiro.

A reportagem não agradou os executivos da Record, que prepararam uma resposta através do programa Domingo Espetacular. Coube aos apresentadores, Carolina Ferraz e Edu Ribeiro, responder as acusações que, indiretamente, afetam também a emissora paulista.

PUBLICIDADE


Ferraz ressaltou, ao vivo, que a matéria da Globo não apresenta provas das acusações que faz. Ribeiro, por sua vez, destacou que a suposta investigação da Rede Globo acontece em um momento de eleição, em que Crivella tentará a reeleição.

O apresentador também comentou sobre as relações entre a família Marinho, os principais executivos por trás da emissora carioca, e o doleiro Dário Messer, réu na operação Lava Jato. Na internet, a resposta acabou repercutindo e internautas opinaram na guerra entre os canais de TV.

PUBLICIDADE


Autor