PUBLICIDADE

Caso Henry: Jairinho apresenta dor de cabeça, tontura e ansiedade, sai para consulta e segue em isolamento

Ele está em isolamento.

Jairo Souza, mais conhecido como Dr. Jairinho, é o principal acusado pela morte do menino Henry Borel, de apenas 4 anos de idade. Neste momento, ele está preso em uma Instituição Penal. Após intensas investigações realizadas pelas autoridades, se chegou à conclusão de que ele e Monique Medeiros, sua namorada e mãe da criança, estavam atrapalhando às investigações, após a descoberta de que os dois manipularam testemunhas e tentaram se livrar de provas cruciais.

PUBLICIDADE

Henry chegou ao hospital já sem os seus sinais vitais. Um laudo médico foi realizado pelo IML (Instituto Médico Legal) e apontou diversas lesões gravíssimas em seu corpo, o que causou uma hemorragia interna fatal. Após a realização de um laudo complementar, se chegou a conclusão de que se trata de um homicídio. Um inquérito sobre o caso deve sair em breve.

A vida de Jairinho na prisão

Recentemente, foi noticiado que o vereador precisou receber atendimento médico, pois estaria apresentando sintomas como dor de cabeça, tontura e ansiedade. Após ter recebido os devidos medicamentos, ele retornou para sua cela que fica em Bangu.

Devido ao vereador ter saído da prisão, irá ficar cerca de quatorze dias isolado de outros presos. Essas são medidas tomadas em meio a pandemia da COVID-19.

PUBLICIDADE

Monique Medeiros, mãe da criança, também está presa e recebendo acompanhamento médico, visto que está infectada com o coronavírus.

Muitos pedem para que haja justiça no caso de Henry.

PUBLICIDADE

Autor