PUBLICIDADE


Coletiva de Trump é interrompida às pressas por tiros na Casa Branca

Tiros foram disparados do lado de fora da Casa Branca durante entrevista.

Nesta segunda-feira (10), o presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, estava fazendo uma coletiva de imprensa, quando esta precisou ser interrompida às pressas.

PUBLICIDADE


O motivo da paralisação da entrevista é porque foram ouvidos disparos ao lado de fora da Casa Branca, residência oficial da presidência americana. Segundo informações do próprio presidente, uma pessoa ficou ferida.

Ainda segundo Trump, os agentes que trabalham para o Serviço Secreto agiram rapidamente e toda a situação foi controlada. A entrevista do presidente era sobre as últimas notícias do novo coronavírus.

Enquanto ele estava dando a coletiva de imprensa, um agente de segurança entrou no local e falou em seu ouvido. Em seguida, Trump saiu da sala e esta foi fechada para quem estava lá dentro. Os seguranças e jornalistas não foram informados de imediato sobre o que estava acontecendo.

PUBLICIDADE


Algumas testemunhas que presenciaram tudo, dentre elas Raquel Krahenbuhl, que é jornalista da GloboNews, informaram que viram agentes do serviço americano correndo pelos jardins da Casa Branca com arma em punho. Alguns minutos depois, com a situação normalizada, o próprio presidente contou aos presentes o que é que tinha acontecido.

O presidente foi sucinto na sua fala dizendo que foi um tiroteio fora da residência, fez um agradecimento ao Serviço Secreto por fazer o serviço de maneira rápida e com muita eficácia, completando ainda que o suspeito dos tiros foi baleado e levado para um hospital.

PUBLICIDADE


Autor