PUBLICIDADE


Crianças poderão ser vacinadas contra a Covid-19 mesmo sem testes? Pais estão preocupados

A chegada de uma vacina contra o coronavírus é motivo de alegria, mas também de preocupação para muitos.

Mais de 150 vacinas contra a Covid-19 estão sendo desenvolvidas no mundo atualmente, inclusive algumas já são testadas no Brasil e estão em fase avançada. A Rússia já anunciou que está com sua vacina pronta para aplicação em massa e assim o mundo se prepara para um importante passo na batalha contra o coronavírus.

PUBLICIDADE


Mas apesar de toda esta expectativa para a chegada da vacina, os pais estão com algumas dúvidas e muitos nem sabem se seus filhos poderão receber o medicamento que promete proteção contra a Covid-19.

Toda vacina no Brasil só é liberada para a população depois que passa por testes rigorosos, sendo assim, quando a Anvisa disser que as crianças já podem receber o medicamento, é porque os protocolos foram seguidos e não há riscos para a garotada.

No momento, o principal objetivo é que a vacina ofereça segurança e eficácia para jovens e adultos, mas também estão sendo feitas pesquisas para garantir que haja vacina para idosos e crianças.

PUBLICIDADE


A questão é que os primeiros testes são feitos em um grupo específico, geralmente com adultos saudáveis e só depois é que a pesquisa vai avançando e outras pessoas são convidadas a se tornarem voluntárias.

Outro detalhe importante que todos precisam saber é que a chegada da vacina não significa que a vida voltará ao ‘normal’. Ninguém se arrisca a prever como será o futuro, por isso todos os cuidados precisarão continuar sendo tomados, mesmo com o medicamento disponível.

PUBLICIDADE


O que os pais devem fazer agora é continuar aguardando, ensinar os filhos a se proteger o tempo todo, principalmente quando saem de casa, e acompanhar as pesquisas para saber quando realmente poderão levar os filhos para vacinarem.

Mas quando chegar este momento, certamente haverá uma grande campanha para que ninguém fique de fora, porém, isso só acontecerá quando houver certeza de que a vacina é segura e eficaz.

 

Autor