Delegado que investiga o desaparecimento do menino Heitor explica: ‘queremos saber como ele chegou lá?’

O delegado que acompanha o caso falou com mais detalhes sobre o que a polícia investiga agora.

Anúncios

O Corpo de Bombeiros terminou seu trabalho no caso Heitor, mas a Polícia Civil está apenas dando seus primeiros passos, pelo que tudo indica. O delegado que acompanha o caso falou com mais detalhes sobre o que a polícia investiga agora.

Como toda investigação, o caso Heitor também está sendo movido através de perguntas. Muitas dessas perguntas foram feitas, e também são dúvidas comuns da maioria das pessoas que acompanhou o caso. Uma das principais perguntas é: como?

Anúncios

A polícia também trabalha com esse questionamento, como explica o delegado Eugênio Rudy Júnior. Júnior divulgou que a polícia agora se esforça em entender como a criança se deslocou, por 3 dias, supostamente sozinha até chegar ao Lixão.

Heitor foi encontrado sem roupa e sozinho no local, que fica a quase 1,5 quilômetro da casa onde estava com a família. O mais curioso de toda a história, que gera questionamento, é que o menino não aparentava desidratação ou desnutrição, apesar do tempo afastado da família.

Anúncios

A polícia tenta estabelecer como foi o deslocamento do menino para descobrir se a criança foi sequestrada e depois abandonada, ou se Heitor realmente saiu sozinho de casa e vagou a esmo até chegar no Lixão.

O menino foi encontrado por um funcionário do aterro, nos fundos do local. Este funcionário acionou o Corpo de Bombeiros e informou que havia encontrado a criança. A esta altura, o desaparecimento do menino já havia comovido a cidade.

Foto do autor
Roberta R
Notícias diárias, cobrindo que acontece de mais interessante no Brasil e no mundo. Notícias curiosas, interessantes e cobertura dos famosos.

Publicado em: