PUBLICIDADE


Desespero: famílias ficam em fila por horas à espera de oxigênio durante pandemia do coronavírus

O ministro da Saúde informou que a pandemia do coronavírus fez aumentar a busca por oxigênio.

A pandemia causada pelo novo coronavírus vem afetando países do mundo todo e no Peru não tem sido diferente, por lá os hospitais públicos também enfrentam uma série de problemas e muitos já não têm armazenamento suficiente de oxigênio para atenderem aos pacientes.

PUBLICIDADE


A escassez de oxigênio no Peru mostra que apesar do país ter conseguido registrar um crescimento e reduzir a pobreza, ainda falta muito para melhorar, principalmente no que diz respeito ao setor de saúde.

Com o avanço da Covid-19 por lá, muitas pessoas tiveram que enfrentar horas nas filas que se estendem pelas ruas da capital Lima, entre outras. Na esperança de salvar a vida de familiares e amigos, o jeito é ficar de pé por muitas horas, aguardando conseguir oxigênio.

Muitas famílias até já estão buscando o insumo no mercado paralelo, visto que não está fácil encontrar pelos métodos tradicionais. Os doentes ficam em casa ou nos hospitais desesperados, na esperança de que o familiar tenha acesso ao oxigênio para manter o paciente vivo.

PUBLICIDADE


E com esta crescente busca, o preço disparou em todo país e justamente quando muitos estão perdendo o emprego. Há famílias vendendo seus bens em busca de conseguir dinheiro para comprar oxigênio.

Muitas vezes as pessoas compram o insumo no mercado paralelo e gastam todo dinheiro que têm, sem saber a procedência da mercadoria. Uma mulher que estava o dia todo na fila disse que não poderia sair de lá sem o oxigênio, pois a mãe precisa dele para sobreviver.

PUBLICIDADE


E assim o Peru vai atravessando a pandemia do coronavírus, com muitos aproveitando para faturar alto com a venda de oxigênio, enquanto outros tentam apenas salvar a vida de seus familiares.

 

Autor