PUBLICIDADE


Dólares e euros de padre Robson foram apreendidos, o dinheiro estava na Casa dos Padres

Os investigadores tentam descobrir se houve o desvio de R$ 120 milhões, dinheiro este que teria sido doado pelos fiéis.

A Operação Vendilhões continua investigando o suposto desvio de dinheiro da Afipe, entre outros crimes que teriam sido cometidos não só por padre Robson, como também pessoas próximas a ele e até políticos já estão sendo apontados como suspeitos.

PUBLICIDADE


Segundo o portal G1, durante essa operação foram apreendidos US$ 1,1 mil e € 700 com o padre Robson, o MP-GO informou que todo esse dinheiro foi localizado na Casa dos Padres, que é onde o religioso mora na cidade de Trindade.

O Ministério Público deflagrou a Operação Vendilhões no dia 21 do mês passado e teria sido quando todo esse dinheiro foi apreendido pelas equipes do Gaeco, que também fez buscas por documentos, pendrives, celulares e computadores em vários endereços.

O objetivo de tudo isso foi reunir o máximo possível de evidências que viessem a comprovar se as doações feitas por fiéis do Brasil inteiro à Afipe estavam ou não sendo desviadas. O caso acabou ganhando repercussão nacional e até fora do Brasil.

PUBLICIDADE


Padre Robson criou não só a Afipe, como também outras associações com nomes similares e todas elas estão sendo alvo desta investigação, porém, a defesa do sacerdote vem negando que houve desvio de dinheiro.

Temporariamente o padre está afastado de suas funções à frente da Basílica. Segundo o próprio padre Robson, a criação destas associações foi para propagar a devoção ao Divino Pai Eterno. Além do pároco estão sendo investigados alguns de seus familiares, pessoas que trabalham com ele e também alguns políticos.

PUBLICIDADE


 

Autor