PUBLICIDADE


Entregador que levava filha na garupa ao trabalhar recebe grande recompensa e faz desabafo: ‘Deus me honrou por ser um cara honesto e trabalhador’

Alessandro leva a filha, de apenas 4 anos, para trabalhar fazendo entregas nas ruas de Belém.

Aos 25 anos de idade, o paraense chamado Alessandro Magno, assim como também uma grande parte dos brasileiros, está em situação vulnerável, após perder seu emprego por conta da pandemia causada pela covid-19.

PUBLICIDADE


Como meio de sobreviver à crise que se tornou insustentável com o isolamento social, Alessandro passou a fazer entregas usando o meio de transporte que tem, uma bicicleta.

Mas, mesmo com toda boa vontade, ele tinha um agravante, que seria sua filha de apenas 4 anos de idade, a pequena Rayna Vitória, que não tinha com quem ficar.

Sua filha não podia ficar com a mãe porque esta estava trabalhando em um supermercado, e os avós estão se recuperando da covid-19, a única saída foi levá-la na garupa de sua bicicleta enquanto fazia as entregas.

PUBLICIDADE


Alessandro Magno leva a filha para trabalhar fazendo entregas em Belm Foto Reproduo Redes Sociais

Em um dia normal pelas ruas de Belém, no Pará, uma mulher registrou a cena e divulgou em sua rede social, a publicação viralizou e vários internautas se mobilizaram para ajudá-lo com uma “vaquinha” virtual.

PUBLICIDADE


Dias depois, o entregador voltou para agradecer e disse que, além do dinheiro e doações, recebeu uma proposta de emprego. Assim ele desabafou, dizendo que Deus o honrou por ele ser batalhador e honesto.

Para retribuir todo o bem que recebeu, Alessandro usou uma parte do dinheiro na semana e comprou itens alimentícios, fez uma cesta básica enorme e doou para uma família que perdeu tudo em um incêndio no final de semana.

Autor