PUBLICIDADE

Família desesperada pede ajuda para encontrar adolescente de 15 anos que saiu de casa e desapareceu

Segundo os familiares, Isadora saiu escondida, quando todos da família já estavam dormindo.

Isadora Moura, de 15 anos, desapareceu no dia 12, último domingo. Isadora foi vista pela última vez depois das 23 horas, estava usando uma calça jeans, sandália brancas e uma blusa preta. Segundo as imagens da câmera do condomínio onde ela mora em Samambaia Norte, no DF, ela saiu sozinha.

PUBLICIDADE

De acordo com os familiares, a menina saiu escondida, quando todos da família já estavam dormindo. Por isso ela saiu em um horário tão tarde, a jovem esperou que todos fossem para cama para dormir e, nesse momento, saiu do condomínio.

É possível ver pelas câmeras de segurança que ela não levou nada, nem uma bolsa, somente o celular. Luiz, o padrinho da adolescente, disse que a mãe de Isadora, Karielle Moura, recebeu uma mensagem no dia seguinte, pela manhã. A mensagem era da filha que dizia para a mãe não se preocupar mais com ela.

À tarde, o pai de Isadora, José Antônio Soares, recebeu uma outra mensagem vinda do celular da filha, dizendo que estava tudo bem. O pai enviou uma nova mensagem pedindo para que a filha enviasse um áudio para saber se realmente era ela e se estava tudo bem. Segundo ele, a mensagem foi visualizada, mas ninguém respondeu.A família não sabe explicar porque a adolescente queria fugir. Até agora, eles sabem que ela deixou a casa sozinha e saiu porque quis do condomínio, não estava levando nada. Os parentes questionam se pode haver alguém quem por trás da fuga da adolescente.

PUBLICIDADE

A irmã da jovem disse que eles não discutiram, ninguém da família discutiu com ela na noite anterior nem alguns dias antes, para ela ter decidido desaparecer.

A irmã disse que naquele dia Isadora estava alegre, no momento que foi se deitar aparentava estar tranquila.

PUBLICIDADE

Os pais de Isadora fizeram um boletim de ocorrência no 19º DP de Ceilândia Norte. Enviaram cartazes e publicaram nas mídias, para se alguém vir Isadora ou souber alguma informação dela, entrar em contato com a família ou com a polícia militar.

 

Autor