PUBLICIDADE


Família invade necrotério e rouba corpo de parente que morreu por Covid-19

Um vídeo mostra o momento em que um grupo de cerca de 20 pessoas cometeu a ação. O grupo reunia vizinhos, sobrinhos e filhos de Ramon, que morreu aos 69 anos.

A morte de um idoso em Tartagal, na Argentina, acabou se tornando notícia internacional depois que a família se desesperou. Ramon Juarez morreu em decorrência da Covid-19, mas uma notícia deixou a família desesperada.

PUBLICIDADE


Segundo informações locais, o corpo de Ramon estava ainda no necrotério do hospital da cidade quando a família descobriu que não poderia enterrá-lo. Aparentemente, o município adotou a cremação para vítimas da Covid-19.

Um vídeo mostra o momento em que um grupo de cerca de 20 pessoas cometeu a ação. O grupo reunia vizinhos, sobrinhos e filhos de Ramon, que morreu aos 69 anos. Uma filha falou com a mídia local sobre o episódio e explicou seu lado da história.

Ela confessou que a família decidiu roubar o corpo dois dias depois da morte. Ela alega que o pai morreu de ataque cardíaco e não Covid-19 e que teria recebido apenas 5 minutos do hospital para se despedir. A mulher ainda falou que o pai seria “queimado como um cachorro“.

PUBLICIDADE


O vídeo mostra que o grupo tomou o corpo e fugiu do local usando uma caminhonete. Agora todos os envolvidos estão sendo investigados e podem ser indiciados pelo sequestro do corpo de Ramon Juarez. A família se defende, mas o caso gerou polêmica.

O diretor do hospital informou que Ramon realmente deu entrada com queixas de ataque cardíaco, mas também apresentou sintomas respiratórios compatíveis com a Covid-19. O diretor afirmou ainda entender a dor da família, mas condenou a atitude.

PUBLICIDADE


Autor