PUBLICIDADE


Fantástico revela detalhes de como mulher matou ‘amiga’ grávida para roubar bebê

A mulher já confessou o crime e disse que ficou algumas planejando cada detalhe para ficar com o bebê.

Na noite deste último domingo (06), o Fantástico trouxe detalhes de um dos crimes que chocou o Brasil nos últimos dias, o caso da mulher que matou a amiga grávida e cortou a barriga dela para roubar o bebê.

PUBLICIDADE


Essa história na verdade começou em novembro de 2019, quando a professora Flávia Godinho ficou grávida, sendo que nesta mesma época, Rozalba disse que também seria mãe, só que ela sofreu um aborto espontâneo, mas não disse a ninguém.

A partir daí começou a pesquisar nas redes sociais como era a rotina de gestantes, sempre mentindo a todos que ainda esperava um bebê e que até já tinha escolhido o nome para a filha: Antonella.

Rozalba conheceu Flávia em uma rede social e a partir daí começou a ficar de olho nela, já imaginando que seria a vítima perfeita. No mês passado ela preparou um chá de fralda que seria para a nova amiga, só que depois desmarcou e dispensou as convidadas, porém, não contou nada a Flávia.

PUBLICIDADE


Foi assim que ela levou a gestante para uma emboscada e imagens de câmeras de segurança mostraram quando Flávia e Rozalba entraram em um carro para ir ao suposto chá. Foi então que ela atingiu a amiga com um tijolo e usou estilete para retirar o bebê.

A criminosa foi embora e pediu ajuda a algumas pessoas dizendo que teve o parto no carro, mas quando foi levada ao hospital, os médicos logo desconfiaram dos cortes no bebê e acionaram a polícia. Rozalba acabou confessando tudo logo após o corpo de Flávia ser encontrado.

PUBLICIDADE


 

Autor