Flávio Bolsonaro é denunciado pelo MP por crimes de lavagem de dinheiro, peculato e organização criminosa

De acordo com a denúncia, Flávio usava cargos no seu gabinete para receber parte do salário de seus assessores e usava lojas onde é sócio para lavar o dinheiro.

ANÚNCIOS

O Ministério Público do Rio de Janeiro tomou a decisão de denunciar Flávio Bolsonaro, atualmente senador, por supostos crimes cometidos ao longo de seu mandato como deputado estadual, caso que ficou conhecido como as “rachadinhas”.

De acordo com a denúncia, Flávio usava cargos no seu gabinete para receber parte do salário de seus assessores e usava lojas onde é sócio para lavar o dinheiro. O senador nega as acusações, mas agora o caso foi denunciado.

A denúncia foi encaminhada apenas agora ao desembargador, mas foi ajuizada em 19 de outubro. A demora se deve ao fato de que o desembargador estava de férias no momento em que a denúncia foi ajuizada.

ANÚNCIOS

O caso é o maior escândalo da carreira política do senador. Queiroz é apontado como cúmplice de Flávio no suposto esquema criminoso. Além de Flávio Bolsonaro e Fabrício Queiroz, o MP também ofereceu denúncia contra outras 15 pessoas suspeitas de participar na prática ilegal.

As investigações correm em sigilo e a defesa do senador conseguiu até que grande publicações, como os jornais do grupo Globo, fossem proibidos de dar atualizações sobre o caso. O grupo chegou a alegar estar sendo alvo de censura.

A defesa de Flávio Bolsonaro afirmou, em nota, que já esperava que essa fosse a decisão do Ministério Público. A nota defende ainda que não há provas contra o senador e que a denúncia não se sustenta, classificando a denúncia como “tese acusatória forjada”.

Roberta R

Notícias diárias, cobrindo que acontece de mais interessante no Brasil e no mundo. Notícias curiosas, interessantes e cobertura dos famosos.