PUBLICIDADE

Garoto de 9 anos se casa duas vezes com mulher de 62 anos e evento chama a atenção

O caso aconteceu na África do Sul, Helen já é casada e tem 5 filhos com marido, que esteve presente nas cerimônias. A família do menino bancou os custos das duas cerimônias.

Um dos maiores erros que uma pessoa pode cometer é tentar compreender a cultura alheia sem de fato abrir mão de alguns preconceitos já formados por conta de sua própria cultura e forma de pensar. Esse é um caso que exemplifica muito bem isso.

PUBLICIDADE

Provavelmente, lendo o título, o leitor já se coloca em uma posição defensiva e acredita se tratar de uma situação de abuso. Mas não é disso que se trata essa história, embora seja realmente muito inusitada aos nossos olhos.

Saneie Masilela, aos 9 anos de idade, foi considerado o noivo mais novo do mundo pela segunda vez. Isso porque o menino se casou, pela segunda vez, com Helen Shabangu, uma mulher de 62 anos que já é até avó e casada com outro homem.

Mas o que podia ser uma história de abuso, na verdade é a história de respeito a uma cultura. Masilela teve um sonho e apresentou os acontecimentos a sua família, o menino sonhou que seus antepassados pediam para que se casasse com Helen.

PUBLICIDADE

O fato já havia acontecido antes, Masilela e Helen já haviam se casado antes para atender os pedidos dos ancestrais do menino, mas Saneie pediu que uma nova cerimônia fosse celebrada em nome dos seus ancestrais.

O casal, apesar de casado, não vive a rotina de casal. Os dois não foram juntos para casa e nem tiveram nenhum tipo de contato físico, apenas um “selinho” para a foto. A cena pode ser desconfortável para quem não compreende a cultura, mas não representa nenhum tipo de violência contra o menino.

PUBLICIDADE

O caso aconteceu na África do Sul, Helen já é casada e tem 5 filhos com marido, que esteve presente nas cerimônias. A família do menino bancou os custos das duas cerimônias e pagou um valor de cerca de R$1.900 para a noiva.

As duas famílias são próximas, como contam os pais de Saneie. O menino estava muito confortável e alegre nas duas cerimônias, ele continua morando com os pais apesar de estar casado, já que a cerimônia cumpria apenas um ritual cultural.

PUBLICIDADE

A família de Saneie explicou que o casamento não tem valor jurídico. Saneie contou que pretende se casar com uma mulher da sua idade quando for mais velho. Mesmo se tratando de uma cultura, alguns moradores locais desaprovaram.

Autor