PUBLICIDADE


Homem arremessa botijão de gás pela janela do último andar de prédio e mata pedestre

De acordo com a família, ele sofre de transtornos mentais e já teria tido um surto semelhante no passado.

Um homem, identificado pelo nome de Venilson da Silva Sousa, acabou sendo detido pela polícia militar depois de um caso inacreditável em Copacabana, na região da Zona Sul do Rio de Janeiro.

PUBLICIDADE


De acordo com apurações da TV Globo, Venilson é considerado suspeito de homicídio. Isso porque ele é apontado como responsável pela morte de uma outra pessoa, cuja identidade não foi confirmada.

Venilson teria arremessado um botijão de gás pela janela da própria casa. O homem vive no último andar de um prédio entre as ruas Miguel Lemos e Djalma Ulrich. De acordo com a família, ele sofre de transtornos mentais e já teria tido um surto semelhante no passado.

PUBLICIDADE


Antes de arremessar o botijão de gás, Venilson já teria arremessado pedaços do fogão da casa também pela janela. Os pedaços caíram na calçada mas não atingiram ninguém. O botijão acertou um homem, que não resistiu e morreu antes da chegada do socorro.

PUBLICIDADE


A polícia prendeu o sujeito e também interditou a rua para que fosse realizada perícia. A polícia ainda investiga se o suspeito realmente sofre de transtorno mentais, quais teriam sido as condições em que o suposto surto aconteceu e qual teria sido a motivação.

A vítima não teve a identidade confirmada mas, de acordo com testemunhas ouvidas pela emissora de TV, ele era conhecido como “Tronco” e era visto na região frequentemente vendendo frutas, além de ser morador do Pavão-Pavãozinho.

Autor