PUBLICIDADE


Homem preso não é Paulo Cupertino: ‘a caçada continua’

A Polícia Civil responsável pela suposta prisão de Paulo Cupertino confirmou que houve um erro e o assassino ainda está à solta.

O assassinato do ator Rafael Miguel e sua família chocou o Brasil inteiro no ano passado. Após a barbárie, Paulo Cupertino, autor do crime, evadiu-se do local e não se teve mais notícias sobre seu paradeiro.

PUBLICIDADE


Nesta quarta-feira (28), a notícia de uma suposta prisão do criminoso agitou as redes sociais, mas parece que a busca por Cupertino ainda não terminou.

A notícia da prisão do acusado chegou a ser noticiada por grandes sites da mídia, como G1 e R7. Embora tudo parecesse estar certo e claro, a Polícia Militar do Paraná desmentiu a informação e Paulo Cupertino está à solta.

Em meio a toda essa confusão, a PM se viu na necessidade de convocar uma coletiva para que fosse passado algum esclarecimento acerca do assunto. O delegado-geral de São Paulo, Ruy Fontes, teria enviado um mandado de prisão para a polícia do Paraná.

PUBLICIDADE


A PM do Paraná comunicou que tinha prendido um homem através de uma blitz, realizada na cidade Centenário do Sul, situada a 400 km de Curitiba, e que esse rapaz seria Paulo Cupertino. Apesar do comunicado, a Polícia Civil confirmou o engano, o homem encontrado não é o verdadeiro assassino.

Segundo informações concedidas ao Balanço Geral por Nico Gonçalves, delegado da PC de São Paulo, ele teria sido alertado de que o suspeito, de fato, não seria Paulo Cupertino, ocorrendo um erro na identificação da pessoa que foi apreendida. “A caçada continua”, afirmou o delegado.

PUBLICIDADE


Autor