PUBLICIDADE


Impedidos de deixar o país por conta da pandemia, brasileiros presos no Peru relatam medo vivendo em casa infestada com carrapatos

Pouco antes, o namorado de Rhanna havia chegado ao país para visitá-la e também acabou ficando preso. O país não tem prazo para reabrir as fronteiras e a jovem pede socorro.

Atualmente, existem pelo menos 180 brasileiros vivendo no Peru por não poderem voltar ao Brasil. Por conta da pandemia, muita gente que estava viajando ao exterior foi pega de surpresa e existem centenas de brasileiros espalhados pelo mundo esperando uma chance de voltar para casa.

PUBLICIDADE


Esse é o caso de Rhanna Martins Franco, 22, por exemplo. A jovem recorreu as redes sociais para pedir socorro e tentar atrair visibilidade a situação que enfrenta no país. Acompanhada do namorado, a jovem está instalada em uma casa convivendo com carrapatos.

A jovem, que é professora, contou ao G1 que estava no país por uma experiência de intercâmbio. A volta ao Brasil estava programada para julho, mas o Peru fechou seus aeroportos e decretou o fechamento das fronteiras.

Pouco antes, o namorado de Rhanna havia chegado ao país para visitá-la e também acabou ficando preso. O país não tem prazo para reabrir as fronteiras e a jovem pede socorro.

PUBLICIDADE


Ao todo, o Brasil já conseguiu realizar 12 voos humanitários para repatriar brasileiros no Peru. No entanto, todos os voos partiram de Lima, a capital do país, enquanto alguns brasileiros estão no interior e não possuem meios de chegar a Capital.

Rhanna e o namorado estão em Arequipa, a cerca de 16 horas de Lima. O casal enfrenta uma situação financeira delicada porque estão no país além do que foi planejado.

PUBLICIDADE


A jovem revela medo e conta que o serviço de saúde peruano está dando sinais de colapso. A jovem conta que possui seguro de saúde, mas o hospital conveniado está sobrecarregado, com filas de pacientes esperando atendimento.

O casal contraiu a covid-19, mas se recupera bem, apesar dos sintomas. No país, o casal está dividindo apartamento com um outro casal peruano e uma criança, mas a casa está tendo infestação de carrapatos.

 

Autor