PUBLICIDADE


Irmã de padre Robson é investigada pelo MP; ela pode ter ajudado a desviar R$ 120 milhões da Afipe

As investigações apontaram que a irmã do padre mora em uma casa de luxo que é da Afipe.

Adrianne de Oliveira Pereira, irmã do padre Robson, está sendo investigada e é apontada como possível ‘laranja’ do religioso no desvio de R$ 120 milhões de doações que foram feitas por fiéis do país inteiro à Afipe – Associação dos Filhos do Pai Eterno.

PUBLICIDADE


De acordo com o Ministério Público de Goiás, Adrianne mora em uma casa de luxo que está registrada em nome da Afipe e o nome dela aparece em dezenas de operações imobiliárias.

O portal G1 tentou entrar em contato com o advogado da irmã do padre, mas não conseguiu descobrir quem é o profissional para dar explicações a respeito. O advogado do padre Robson disse que não poderia se pronunciar a respeito porque não a representa e nem sabe quem está cuidando disso.

O sacerdote negou que tenha desviado doações dos fiéis, mas o MP-GO descobriu que ele criou várias entidades com nomes parecidos e que isto teria sido feito para dificultar a descoberta do que estava acontecendo sem que ninguém soubesse.

PUBLICIDADE


O Ministério Público alega que Adrianne mora em uma residência que fica no Condomínio do Lago, em Goiânia, em uma rodovia que liga a capital do estado a Trindade, só que esta casa está registrada em nome da Afipe.

A investigação ainda aponta que a irmã de padre Robson não tem condições financeiras para arcar com os gastos do imóvel. Ela também teria participado de compras e vendas de dezenas de imóveis, o que também não estaria de acordo com a renda dela.

PUBLICIDADE


 

Autor