PUBLICIDADE


Jair Bolsonaro estaria insatisfeito com valor do Renda Brasil, sugerido por Guedes

Há um impasse entre o Ministro e o Presidente devido a um desentendimento quanto ao valor do programa.

O Renda Brasil está causando um impasse entre o presidente e a equipe econômica do governo, pois Jair Bolsonaro quer um valor mais alto para o programa, segundo informou a jornalista Andréia Sadi, no portal G1.

PUBLICIDADE


O Bolsa Família será substituído pelo Renda Brasil, assumindo também o Auxílio Emergencial, que começou a ser pago após o surgimento da pandemia causada pelo coronavírus. Andréia Sadi teria consultado fontes ligadas ao Ministro Paulo Guedes e então descobriu que para ele o valor pago pelo programa seria de R$ 250.

O presidente não estaria aceitando esse valor e quer aumentá-lo, mas segundo os técnicos da equipe econômica, não teria como fechar a conta para atender ao pedido do presidente.

Bolsonaro quer dar prioridade à substituição do Auxílio Emergencial pelo Renda Brasil, considerando que, com isso, ele conseguirá melhorar sua popularidade, principalmente no nordeste do país.

PUBLICIDADE


Na tarde de ontem foi realizada uma reunião, na qual acabou sem um acordo, pois Paulo Guedes avisou que para o Renda Brasil ser acima dos R$ 300, seria preciso acabar com as deduções do Imposto de Renda para pessoa física.

O Presidente continua pressionando para o valor ser de pelo menos R$ 300. Vale ressaltar que hoje o valor mensal médio do Bolsa Família é de R$ 190, atendendo a cerca de 14 milhões de pessoas. O novo programa poderá ampliar o atendimento para mais de 7 milhões de pessoas, totalizando 21 milhões de cadastrados.

PUBLICIDADE


 

Autor