PUBLICIDADE

Jornal Nacional dedica 10 minutos do tempo no ar para dar notícias importantes do dia sobre Covid-19

O Jornal Nacional compartilhou notícias positivas contra o coronavírus.

O ano de 2020 já se encontra em seu sexto mês e está caminhando cada vez mais para seu fim. Porém, a pandemia da nova doença do coronavírus que surgiu no final do ano de 2019, segue forte e sem previsão de ter um desfecho.

PUBLICIDADE

No início milhares de pessoas acreditavam em uma solução rápida. A esperança era de que a vacina fosse encontrada em um curto período de tempo, o que não se mostrou ser verdade.

Ainda não existe uma vacina oficial divulgada que promete colocar um ponto final no Covid-19. O que foi divulgado até o momento é que uma empresa farmacêutica está em estudo avançado com uma vacina que pode imunizar uma pessoa do coronavírus em até 1 ano.

Durante a noite desta última quarta-feira, dia 17 de junho, o Jornal Nacional, um dos maiores telejornais do Brasil, reservou cerca de 10 minutos de seu tempo de produção para falar sobre as últimas novidades positivas sobre a pandemia.

PUBLICIDADE

O apresentador William Bonner ficou responsável por compartilhar as notícias. Segundo o âncora, no Reino Unido foi descoberto que um remédio chamado dexametasona pode ser utilizado para ajudar os pacientes em estado grave.

Mais de 11 mil pessoas foram testadas com o remédio e ele mostrou ter uma porcentagem muito alta de efetividade, ajudando os pacientes a vencerem a batalha contra o Covid-19. No dia anterior, terça-feira, 16 de junho, o Jornal Nacional já teria comentado sobre o tema.

PUBLICIDADE

Sem nenhuma previsão para as coisas voltarem ao normal no mundo, a doença continua fazendo muitas vítimas todos os dias.

O número de casos confirmados já ultrapassou bastante a casa dos 8 milhões no mundo todo e até o momento mais de 440 mil pessoas já perderam suas vidas. Na última quarta, o Brasil registrou mais de 1200 novas mortes.

 

Autor