PUBLICIDADE


Jovem de apenas 19 anos trocou mensagens com amigos poucas horas antes de morrer por covid-19: ‘a ficha não caiu ainda’

Dias antes de completar 20 anos, o rapaz, que tocava bateria na igreja, conversou com os amigos pela última vez.

Paulo Henrique de Oliveira Silva é mais uma vítima da covid-19 no país. O rapaz, de apenas 19 anos, morreu depois de sofrer complicações de saúde causadas pela doença. A confirmação do diagnóstico, no entanto, veio apenas 4 dias depois.

PUBLICIDADE


Por conta da doença, o enterro precisou ser a portas fechadas e amigos e familiares não tiveram a chance de se despedir. Morto no dia 10, o garoto completaria 20 anos de idade apenas 3 dias depois, no dia 13.

Cristão e muito gente boa, são duas boas definições para Paulo Henrique tendo em vista o relato dos amigos. Wesley Santos, de 17 anos, é quem afirma que o amigo sempre tentava levá-lo para a Igreja. O adolescente conta também que o amigo sempre foi como um irmão.

PUBLICIDADE


Um dia antes de morrer, Paulo falou com o amigo Wesley pelo Instagram. Por mensagens, os amigos combinavam um passeio. O rapaz já estava contaminado e tendo sintomas, mas o caso ainda era considerado suspeito.

Vinícius dos Santos, de 20 anos, também conversou com o amigo por mensagem. No dia em que morreu, Pedro Henrique trocou mensagens com o amigo até que de repente não respondeu mais. Vinícius afirma que quase desmaiou na rua ao saber da notícia.

PUBLICIDADE


Na pele, Vinicius decidiu homenagear o amigo. Na mão, o rapaz tatuou o número 11 que, além da data do seu aniversário, é também a data em que o amigo, Pedro Henrique, foi enterrado.

Autor