Justiça condena pastor a 14 anos de prisão por abusar de uma criança de 6 anos

Crime absurdo contra uma menina de apenas 6 anos de idade finalmente tem um resultado; entenda o caso.

ANÚNCIOS

Um pastor evangélico foi acusado de ter violentado sexualmente uma criança de apenas 6 anos de idade. A data em que ocorreu o crime não foi divulgada, porém, aconteceu próximo de junho de 2007.

O religioso já esta preso desde o ano de 2019, quando foi condenado por outros crimes dessa mesma linha. Foi então que ele recebeu mais uma sentença. A Justiça de São Paulo, em Santa Bárbara, o declarou culpado e o sentenciou a 14 anos de prisão por ter cometido crime sexual.

A prisão decretada será de regime fechado. De acordo com informações da Justiça, o pastor Juvêncio Faustino era líder da igreja em que a família da vítima frequentava. No dia do crime, a criança tinha ido até a casa de Juvêncio para brincar com sua amiguinha, que era filha do religioso.

ANÚNCIOS

A criança sem saber o que estava acontecendo, acabou contando tudo para uma amiga de sua mãe. No início a mulher para qual a vítima confessou o abuso pensou que seria apenas “coisa de criança”, mas mesmo assim ficou preocupada e contou o que houve para a mãe da menina.

A vítima deu seu depoimento à polícia e contou que o pastor fez tudo na noite em que ela dormiu na casa dele. A menina revelou que não entendia o que estava havendo e que o religioso falou pra ela não se preocupar com o que tinha ocorrido.

A mãe da criança conta que ela teve que passar por terapia após o ocorrido. Em resposta o pastor declarou que apenas colocou as meninas para dormir e que não cometeu nenhum crime.

Millena Carvalho

Estudante de Letras, apaixonada pela vida e pela arte. Comprometida com a seriedade em repassar informações verídicas e que enriqueça o conhecimento de nossos leitores.