PUBLICIDADE


Luto: morre o cantor sertanejo Léo Canhoto, que fez dupla com Robertinho

Aos 84 anos faleceu um dos maiores cantores da música sertaneja em todo o Brasil.

O cantor sertanejo Léo Canhoto morreu na madrugada deste último sábado (25), aos 84 anos, ele ficou famoso ao fazer dupla com Robertinho e marcou várias gerações com sua voz inconfundível.

PUBLICIDADE


Leonildo Sachi era conhecido por todos como Léo Canhoto e precisou ser internado devido a uma pneumonia. O sertanejo ficou três semanas no hospital, mas sofreu três paradas cardíacas e veio a óbito.

A dupla iniciou sua carreira no final da década de 60 e eram conhecidos por ‘hippies da música sertaneja’, pois estavam sempre buscando inovar nos arranjos e traziam vários elementos para as composições, entre eles o rock, além de teclados e até mesmo guitarra.

Léo Canhoto e Robertinho por diversas vezes também se inspiraram nos filmes de faroeste e assim conseguiam sempre inovar em seus álbuns. A dupla foi a primeira no mundo do sertanejo a faturar um disco de ouro. Com a música ‘Apartamento 37’, composta por Léo Canhoto, conseguiram fazer ainda mais sucesso.

PUBLICIDADE


Vários cantores sertanejos acabaram sendo influenciados pelos dois, entre eles: Chitãozinho e Xororó, Milionário e José Rico, entre outros. Eram convidados para participarem de inúmeros programas na TV, também estiveram atuando no filme ‘Chumbo Quente’, que fez sucesso em 1977 e foi escrito por Canhoto.

Em 1983 a dupla Léo Canhoto e Robertinho chegou ao fim, mas eles estavam sempre se encontrando e tocaram juntos por diversas vezes. A última parceria deles foi em 2018 e depois disso a dupla não se encontrou mais.

PUBLICIDADE


A última produção de Canhoto foi o álbum ‘Divino Pai Eterno’, mas desta vez ao lado de Dino Santos e que foi lançado este ano, mas o sertanejo nem teve como continuar curtindo seu novo trabalho, pois após a pneumonia seu estado de saúde foi só se agravando.

Fãs, famosos e anônimos prestaram suas últimas homenagens a um dos maiores cantores sertanejos do país.

 

Autor