Marido é preso no velório da esposa, polícia revelou onde o corpo foi encontrado

Policiais disseram que no momento da prisão, o marido agiu de forma fria e não disse absolutamente nada.

Anúncios

De acordo com o laudo divulgado pelo Instituto Médico Legal, Juliana Ferraz do Nascimento teria morrido por estrangulamento no banheiro de sua casa, a jovem de 23 anos ainda tentou se defender, mas acabou perdendo a vida.

O velório foi na cidade de Jundiaí, São Paulo e a polícia prendeu o companheiro de Juliana quando ele assinava os documentos de óbito. Rogério Botelho é apontado como o principal suspeito pelo assassinato da garota e ele teria tentado enganar a todos dizendo que a companheira sofreu uma queda no banheiro.

Anúncios

O irmão da vítima contou que o casal estava se relacionando há cerca de cinco anos, mas passaram a morar na mesma casa no ano passado.

Ainda segundo o irmão de Juliana, o crime teria acontecido por volta das 4h20, já que foi nesse horário que o cunhado foi até a casa dele gritando que a companheira estava trancada no banheiro e a casa toda alagada.

Anúncios

Quando o rapaz foi lá ver o que aconteceu, o marido de Juliana arrombou a porta do banheiro e tentou reanimá-la, mas o irmão logo percebeu que havia um machucado no rosto dela, além do fato de que o corpo já estava rígido e pálido.

O laudo do IML aponta que as marcas no antebraço mostram que a vítima tentou se defender. A polícia prendeu Rogério quando ele preparava a declaração para liberar o corpo e ele reagiu como se já soubesse que ia ser preso, pois não disse nada e nem alegou inocência.

Foto do autor
Russel Morais
Aqui você encontra as últimas notícias sobre famosos, novelas, reality, televisão e muito mais. Tem sempre uma matéria nova para você conferir e ficar por dentro de tudo.

Publicado em: