PUBLICIDADE

Matheus Pires, o entregador que foi vítima de racismo, já tem novo emprego

Matheus Pires, que ficou conhecido por ser vítima de racismo, agora é ex-entregador.

Um caso tomou uma grande repercussão no Brasil na última semana, quando Matheus Pires, entregador de comida por aplicativos, foi vítima de racismo de um cliente, que teceu diversos comentários maldosos e o maltratou em um condomínio.

PUBLICIDADE

Agora, o jovem, de 19 anos de idade, pode se considerar um ex-entregador de alimentos. Depois das ofensas que ele sofreu, foi criada uma rede de solidariedade nas redes sociais que arrecadaram para ele cerca de 200 mil reais, uma moto e um computador.

Agora, a maior novidade no caso é que ele já tem um emprego novo. Nesta sexta-feira (14), ele concedeu uma entrevista ao portal de notícias do UOL e contou que, antes de trabalhar como entregador, ele foi demitido de um cargo de jovem aprendiz.

Além disso, ele também trabalhou em redes de supermercados, como empacotador e também como entregador de panfletos. Depois de se tornar conhecido nacionalmente, ele recebeu muitas oportunidades de trabalho.

PUBLICIDADE

O jovem segue o perfil de uma agência de publicidades no Instagram, que tomou conhecimento de que ele tinha vontade em trabalhar com edição de vídeos e com marketing digital.

O dono da empresa começou a trocar mensagens com o rapaz e soube de seu desejo com esse tipo de trabalho. Assim, após uma conversa por aplicativos de mensagem, ele recebeu a proposta de emprego para trabalhar como editor de vídeos. Matheus aceitou e já tem um novo serviço.

PUBLICIDADE

Autor