PUBLICIDADE


Menina de 10 anos engravida do padrasto através de estupro e ainda é obrigada a participar do chá de bebê

A menina estava na 24ª semana da gestação quando descobriram que ela havia engravidado.

Uma criança de apenas 10 anos de idade foi abusada pelo padrasto e acabou engravidando. O caso aconteceu na Argentina e gerou uma onda de revolta. De acordo com um jornal local, a menina não só prosseguiu com a gestação como também foi obrigada a participar do chá de bebê, organizado por uma instituição religiosa.

PUBLICIDADE


Quem descobriu a gravidez da criança foi sua avó. A idosa começou a achar estranho o fato da barriga da netinha crescer sem parar, então suspeitou que algo terrível pudesse ter acontecido e chamou a menina para uma conversa.

Foi então que a vítima contou dos abusos cometidos pelo seu padrasto. A criança mudou-se com a mãe para a casa do companheiro, em Monte Caseros e foi a partir daí que ela passou a ser abusada.

Quando a mãe da vítima soube o que havia ocorrido, ficou furiosa e foi imediatamente à polícia denunciar o ex-companheiro. Ao levar a filha ao hospital, o médico solicitou uma série de exames e depois informou que era possível fazer um aborto.

PUBLICIDADE


Quando o médico estava explicando como seria o procedimento, de forma completamente inadequada, a vítima ficou assustada ao ouvir que seria “picada” com uma agulha para receber soro. Então começou a chorar e desesperada disse que queria ter o bebê.

Uma pediatra foi chamada e após analisar o caso informou que o parto seria menos arriscado do que o aborto, então a gestação não foi interrompida.

PUBLICIDADE


Uma igreja tomou conhecimento do caso e promoveu um chá de bebê. A pastora explicou que a intenção era ajudar a menina e sua família. O padrasto foi preso e encontra-se à disposição da Justiça. O bebê nasceu e está bem após a cesariana, a criança também está se recuperando e receberá apoio psicológico.

Autor