PUBLICIDADE


Menina de 10 anos que engravidou, após ser abusada, não poderá morar em sua cidade e motivo revolta

O promotor espera que a Justiça encontre uma solução rápida para o problema e a família possa recomeçar a vida.

A menina de 10 anos que ficou grávida após ser abusada pelo tio não continuará morando na cidade onde foi vítima de estupro. O caso aconteceu em São Mateus, no Espírito Santo e dados da criança acabaram vazando nas redes sociais, agora ela terá que mudar para outro local com a família.

PUBLICIDADE


Fagner Andrade Rodrigues, promotor da Infância e da Juventude do MP-ES, disse que o mais importante agora é dar toda assistência à família que precisará buscar uma forma de recomeçar a vida com dignidade em meio aos ataques sofridos.

O promotor explicou que não existe nenhuma condição da família continuar morando em São Mateus, sendo assim a Justiça precisará encontrar uma solução o quanto antes para este caso.

A menina tem sido alvo de protestos realizados pro grupos contra o aborto e até já foi chamada de “assassina”. Fagner disse que a criança deveria ser acolhida, mas acaba sendo vítima novamente por causa da crueldade dos fundamentalistas.

PUBLICIDADE


Nésio Fernandes, secretário de Saúde do Espírito Santo, já avisou que a menina será incluída em programas de proteção. O tio da menina foi preso na madrugada desta terça-feira (18), na cidade de Betim, em Minas Gerais.

A criança já passou pelo aborto e até amanhã deverá receber alta hospitalar, mas não foi informado para onde será levada. Desta vez tudo será feito para que não haja vazamento de informações sigilosas nas redes sociais.

PUBLICIDADE


 

Autor