PUBLICIDADE


Menino de apenas 5 anos salva a vida da mãe usando uma ambulância de brinquedo

Os policiais ficaram impressionados com a esperteza do garotinho que conseguiu impedir o pior.

Na cidade de Telford, na Inglaterra, um menino de apenas 5 anos se tornou um herói ao salvar a vida de sua mãe e todos ficaram impressionados com a rapidez que ele raciocinou para impedir que o pior pudesse acontecer.

PUBLICIDADE


A mãe do garotinho é diabética e entrou em coma diabético, precisando ser atendida rapidamente, só que não havia ninguém em casa, somente o menino. Ele então se lembrou que em sua ambulância de brinquedo tem o número de um telefone para os casos de emergência e foi assim que ele acionou a equipe de resgate.

Os agentes chegaram a tempo de salvar a mulher e quando souberam como tudo aconteceu, ficaram perplexos e admirados com a criança. Foi graças ao raciocínio rápido do menino que a mãe dele está viva.

O pequeno Josh estava em casa brincando quando se deparou com a mãe caída no chão e ela estava inconsciente. Ao verificar sua ambulância de brinquedo, ele viu que tinha o número 112 na lateral do carinho e ligou para esse número, informando o que estava acontecendo.

PUBLICIDADE


A polícia de West Mercia é responsável pela região e imediatamente enviou uma equipe para o local. Em boa parte da Europa, o número 112 é usado para os casos de emergência, enquanto no Reino Unido os cidadãos também podem solicitar ajuda pelo 999.

Nos Estados Unidos o número de emergência é 911, enquanto aqui no Brasil existem vários, por exemplo: Polícia Militar é 190, Corpo de Bombeiros é 193 e Samu é 192.

PUBLICIDADE


Quando os policiais chegaram à residência, se depararam com o menino ao lado do irmão mais novo e a mãe que estava caída. Os paramédicos também foram acionados e conseguiram ajudá-la.

Jim Baker, que é comandante de policiamento, disse que Josh fez algo incrível e que serve de exemplo para todas as crianças. Outro detalhe que chamou a atenção foi o de que o menino ficou no telefone com a equipe até que os policiais chegassem à sua casa.

 

Autor