PUBLICIDADE


Mexicana usa tempo da pandemia para ensinar tio analfabeto a ler e escrever

Ele nunca frequentou a escola e está usando a pandemia para aprender a ler e escrever pela primeira vez.

Não que todo mundo seja obrigado a achar lado o bom da pandemia, mas Kennya Ramos com certeza pode se orgulhar do que tem feito durante o tempo livre inesperado. Ela tem ensinado o tio a ler e escrever, já que ele nunca havia frequentado a escola antes.

PUBLICIDADE


Muitas pessoas se surpreendem ao se deparararem com histórias de pessoas analfabetas. É difícil imaginar que ainda existam regiões do mundo em que o simples aprender a ler e escrever é um grande desafio para algumas pessoas.

Infelizmente, embora essa história retrate uma família mexicana, ela não é tão distante do que é visto em várias localidades do Brasil. Não é raro, dependendo da cidade e bairro, que famílias inteiras nunca tenham frequentado a escola ou se afastem dos estudos antes mesmo do ciclo básico.

Por isso, a história do “Tio” Felipe Lira tem chamado tanto a atenção. Lira começou a trabalhar muito cedo para ajudar a fechar as contas da família e, por isso, educação nunca foi exatamente uma prioridade para ele e seus parentes. De trabalho em trabalho, nunca sobrou tempo.Ele trabalha em construção civil e está, assim como muita gente, isolado em casa durante a pandemia do coronavírus. Então, a sobrinha acabou descobrindo que o tio não sabia ler e escrever e propôs o desafio, que acabou sendo aceito.

PUBLICIDADE


Ela compartilhou fotos do tio orgulhoso depois de ter escrito os nomes dos netos pela primeira vez. Com auxílio de tracejados na folha, ele conseguiu formar todos os nomes dos familiares e continua avançando em seu aprendizado.

PUBLICIDADE


A história fez tanto sucesso que Kennya acabou abrindo uma conta própria para o tio no Twitter, onde ela compartilha detalhes do processo de aprendizado. Ela compartilhou, por exemplo, que o tio é dedicado e aprende rápido.

Felipe provou que, com dedicação e a ajuda necessária, nunca é tarde demais. Em pouco tempo, ele será capaz de ler histórias ao lado dos netos, coisa que antes não seria possível.

Autor