Minutos após encerrar programa ao vivo, jornalista é morto com 11 tiros

A informação foi confirmada pelo governador de Chihuahua, que prometeu justiça para a família do jornalista.

ANÚNCIOS

A morte de Arturo Alba Medina está sendo acompanhada com grande comoção e revolta pela população mexicana. Medina, que era jornalista do Telediario da Multimídia Televisão, foi morto com um total de 11 tiros pouco depois de encerrar o programa.

Os dados foram confirmados pelo governador de Chihuahua, que prometeu justiça para a família de Arturo. “Lamento e condeno o covarde assassinato“, escreve Javier Corral, o governador. Ainda não se sabe maiores informações sobre o crime.

A imprensa local não soube informar ainda se Medina tinha problemas com algum grupo criminoso, se vinha sendo ameaçado ou se foi um alvo aleatório. O que chama atenção é que esta não é a primeira morte de um jornalista no país.

ANÚNCIOS

De acordo com o Repórteres sem Fronteiras (RSF), que é uma instituição internacional, o México já teve 6 jornalistas mortos este ano com suspeitas de crime motivado pela prática profissional. Esta é uma das suspeitas sobre o caso do próprio Medina.

Na noite em que foi morto, Medina havia conduzido o programa acerca de temas muito delicados. Segundo informa a mídia local, durante a atração ele falou sobre corrupção das forças policiais da região.

Além disso, o apresentador também abordou a morte de uma adolescente que teria sido assassinada por agentes do estado mexicano. O outro tema foi sobre confrontos entre os narcotraficantes da região. O corpo de Medina foi encontrado dentro de um carro com 11 perfurações causadas por arma de fogo.

Foto do autor
Roberta R
Notícias diárias, cobrindo que acontece de mais interessante no Brasil e no mundo. Notícias curiosas, interessantes e cobertura dos famosos.

Publicado em: