Morre no Brasil voluntário que participava do teste da vacina de Oxford contra a Covid-19; ele foi infectado

A vítima tem 28 anos e estava no grupo que recebeu a vacina ou o placebo, o laboratório ainda não confirmou.

ANÚNCIOS

Morreu nesta última quinta-feira, dia 15, um voluntário brasileiro que estava participando das pesquisas da vacina contra a Covid-19 de Oxford, que é desenvolvida em parceria com a AstraZeneca.

O voluntário tinha 28 anos e morreu após ser infectado pelo coronavírus e apresentar complicações decorrentes da doença. A Anvisa foi avisada hoje sobre a morte desse voluntário e até o momento não se pronunciou.

Até o momento o laboratório não revelou se o homem era do grupo que recebeu a vacina contra a Covid-19 ou do outro grupo, que recebeu placebo. De acordo com o Globo, o caso já está sendo avaliado, mas o comitê definiu que poderia prosseguir com as pesquisas.

ANÚNCIOS

A Anvisa chegou a divulgar um comunicado dizendo que o processo continuará sendo avaliado. O instituto D’Or de Pesquisa e Ensino disse que um comitê independente de segurança avaliou todas as condições médicas, assim como as autoridades regulatórias e os dados analisados até o momento não deram motivos para suspender a pesquisa.

Só no Brasil são 8 mil voluntários que foram convocados para receberem as doses da vacina que está sendo desenvolvida contra a Covid-19, sendo que esta de Oxford é considerada uma das mais avançadas do mundo.

Caso esse voluntário que morreu infectado tenha recebido uma dose da vacina contra a doença, então os especialistas precisarão ver o que será feito, pois é um forte indício de que o medicamento não funcionou.

Foto do autor
Russel Morais
Aqui você encontra as últimas notícias sobre famosos, novelas, reality, televisão e muito mais. Tem sempre uma matéria nova para você conferir e ficar por dentro de tudo.

Publicado em: