PUBLICIDADE


Mulher processa a Globo por causa do coronavírus e acusa a emissora de causar pânico na população

A telespectadora quer que a Globo mude a forma como vem divulgando os números de casos e óbitos decorrentes da Covid-19.

Recentemente, uma telespectadora decidiu entrar com uma liminar contra a Globo. A mulher em questão afirma que a emissora precisa mudar a forma como os telejornais estão divulgando o número de casos confirmados e óbitos decorrentes do novo coronavírus.

PUBLICIDADE


Segundo a mulher, a Globo estaria causando pânico na população brasileira. Rosemary Matias de Lima entrou com a ação judicial no mês passado, em São João de Meriti, Rio de Janeiro, alegando que a emissora deveria revelar apenas os números diários da Covid-19 e não mais os dados acumulados.

Para Rosemary, a divulgação dos dados acumulados referentes aos infectados e mortos pelo coronavírus faz com que a Globo falte com dignidade às pessoas. Ela ainda alegou que as informações são contraditórias e não mostram a real situação desta pandemia.

A telespectadora acredita que a Globo está fazendo com que as pessoas acreditem que a pandemia tem ficado mais intensa a cada dia, o que tem deixado muitos em pânico.

PUBLICIDADE


Rosemary ainda acusa a emissora de passar informações tão preocupantes que as pessoas estão se sentindo inseguras e isto causa um mal-estar na população, além de prejudicar as medidas governamentais.

A juíza Paula de Menezes Caldas, da 49ª Vara Cível do Rio de Janeiro, considerou que a telespectadora não tem legitimidade para defender os interesses da população e muito menos dos profissionais que atuam na área de saúde.

PUBLICIDADE


Ainda segundo a juíza, a Globo não pode ser responsabilizada pelo fato de que a pandemia interrompeu as atividades econômicas. A emissora nem precisou se defender, já que a ação acabou sendo extinta pela juíza na mesma hora.

Autor