‘Não ia desistir da minha vida’, diz homem que boiou por 4 horas para sobreviver em alto mar depois de tentar salvar adolescente

Régis Alves atribuiu a Deus o fato de ter sobrevivido ao episódio.

Anúncios

Regis Ferreira Alves pode contar o dia 21 como seu segundo aniversário depois do pesadelo vivido na última segunda-feira. Ele acompanhava um grupo de amigos em uma tarde de pescas, quando se afastou do grupo para caminhar com o filho e outras crianças, filhos dos amigos.

Em um dado momento, Douglas Iúna, de 14, decidiu entrar na água durante a caminhada na praia. A correnteza estava forte e puxou o menino, levando Régis ao desespero. Mesmo sem saber nadar, ele entrou na água atrás do garoto, que é filho de um amigo.

Anúncios

Os dois ainda se aproximaram em alto mar, enquanto boiavam e nadavam para se manterem vivos. As ondas, em um determinado ponto, afastaram os dois. Neste momento, segundo Régis, ele viveu o pior momento de todo o pesadelo.

Depois de duas horas no mar, Douglas acabou sendo devolvido à praia pelas águas. Régis ainda permaneceu na água por mais 2 horas, depois do menino se salvar. Por fim, ele também acabou sendo levado de volta à areia pelas ondas.

Anúncios

Ele afirma que lutou pela vida, assim como Douglas. O ajudante de obras, no entanto, não esconde que chegou a pensar que o menino havia morrido. Ele conta que pensou na possibilidade quando parou de ouvir os gritos do menino.

Quando finalmente saiu da água, Régis ainda caminhou por mais cerca de duas horas até encontrar um conhecido, que o ofereceu carona para chegar em casa. “Deus me deu mais força para lutar. Eu nasci de novo”, afirmou.

Foto do autor
Roberta R
Notícias diárias, cobrindo que acontece de mais interessante no Brasil e no mundo. Notícias curiosas, interessantes e cobertura dos famosos.

Publicado em: