PUBLICIDADE


Pacientes que apresentaram quadros graves da Covid-19 podem ter sequelas como fadiga crônica e embolia pulmonar

Segundo especialista, o período para se reabilitar da covid-19 é longo.

Especialistas afirmam que pessoas podem ter sequelas diferentes após a contaminação com a covid-19.

PUBLICIDADE


Patrícia Ribeiro, de 39 anos, relatou que teve uma dor de cabeça, dor de garganta, parou de sentir o cheiro e o gosto e foi para o hospital no Rio de Janeiro, onde fez uma tomografia que mostrou que o pulmão estava tomado em 25%. Depois ela realizou exame e deu positivo para coronavírus.

De acordo com os médicos, era um caso leve. A paciente teve dor no peito, mas não chegou a ser falta de ar, ela foi para casa e manteve o isolamento. Mas passou a sentir algumas dores cerca de um mês depois, então voltou para o hospital, onde teve suspeita de trombose.

Após descartar essa hipótese, ela foi liberada e tomou alguns anticoagulantes. Entretanto, depois voltou novamente para o hospital, onde foi diagnosticada com embolia pulmonar. Patrícia teve que ir para o CTI e acabou tendo uma inflamação pelo acesso do medicamento.

PUBLICIDADE


Depois de estar curada do coronavírus, ela sente dores ao respirar. A mulher falou que o pós-covid foi pior, disse que ainda se cansa quando se movimenta.Também Ionara Soares, de 32 anos, no princípio teve dor de cabeça, dor no corpo, tosse e coriza e chegou a ser internada. Tudo indicava ser pneumonia, mas depois foi confirmado que estava com coronavírus. A mulher passou três dias no CTI, ficou no oxigênio e depois foi liberada, voltou para casa, mas ainda continuava sentindo falta de ar.

O médico que a tratou recomendou que ela fizesse o uso de hidroxicloroquina em casa. Mas após primeira dose, ela sentiu o peito apertar. No dia seguinte, havia manchas vermelhas por todo o seu corpo. Depois de complicações com o remédio, a moça retornou ao hospital e o médico suspendeu o medicamento, o que melhorou seu quadro de manchas e falta de ar.

PUBLICIDADE


Mas agora Iolanda diz que o que mais incomoda são as dores nas pernas e nas costas. Disse que, além do medo de sair de casa por causa de uma nova infecção, ir ao mercado, limpar a casa etc, cansam muito e ela sente dores ao carregar uma simples sacola de compras.

Segundo o pneumologista Gustavo Prado, pacientes que saem de um quadro graves da covid-19 apresentam sequelas, principalmente os que permanecem mais tempo na UTI, e podem desenvolver dores crônicas, stress, fadiga. O médico ainda crescenta que o órgão do pulmão, por ser o mais afetado, a capacidade respiratória pode ser diminuída, gerando outras complicações.

Segundo o especialista, o período para se reabilitar é longo e é preciso se consultar com nutricionistas, fisioterapeutas e neurologistas, dentre outros especialistas, para ter tratamentos que ajudem a recuperar como o organismo da pessoa era antes da doença.

Autor