Parceria ameaçada! Apoio de generais à Bolsonaro está por um fio

Os generais podem se desvincular do presidente da República e parar de apoiá-lo; entenda o motivo.

ANÚNCIOS

O polêmico governo e modo de agir de Jair Bolsonaro sempre foi alvo de comentários, confusões e muitas tretas. Não são todos que apoiam e que gostam do jeito que o presidente da República age, e por muitas vezes isso virou motivo de muito desconforto, xingamentos e até mesmo provocações.

Quando tudo isso virou “rotina” no Planalto, as coisas começaram a mudar. Com os últimos acontecimentos vieram sérias consequências, em que os militares da alta patente podem deixar de serem apoiadores do presidente da República, Jair Bolsonaro.

ANÚNCIOS

Logo no início da gestão de Bolsonaro, os generais já começaram a perceber que as coisas não iriam ser do jeito que eles pensavam. Os filhos e também políticos de Jair Bolsonaro, juntamente de diversos outros internautas bolsonaristas, falavam dos oficias na web, davam apelidos, criavam fake news e até mesmo os julgavam em tom ofensivo, o que acabou não agradando em nada os generais.

Com o passar do tempo as coisas não foram melhorando e mais confusões começaram a surgir. O último e mais recente fato, o qual pode ter sido o motivo que esta levando os generais a pensarem sobre acabarem de vez com a parceria com Bolsonaro, foi a fala do presidente em relação ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

Se esta decisão for tomada, Bolsonaro perderá uma boa parte de seus apoiadores. Outro fator que também é complexo para a escolha dos generais é que o atual governo é marcado e vinculado, para a população, com as Forças Armadas.

Continue nos acompanhando para saber mais novidades sobre o que está por vir! Fique atento!

Millena Carvalho

Estudante de Letras, apaixonada pela vida e pela arte. Comprometida com a seriedade em repassar informações verídicas e que enriqueça o conhecimento de nossos leitores.