in

Polícia Civil abre inquérito para investigar morte de turista que desceu em tirolesa de hotel

A morte de Thiago Leite, de 35 anos, foi registrada como “autolesão” em boletim de ocorrência, mas a Polícia Civil abriu inquérito para investigar as condições em que o incidente aconteceu.

PUBLICIDADE

Leite estava acompanhado da família, no interior de São Paulo, no Hotel Fazenda Akropolis. Nas redes sociais, eles compartilhavam fotos felizes durante o passeio. No entanto, a viagem acabou em grande tragédia.

No último dia 13, domingo, Leite decidiu descer na tirolesa do hotel. De acordo com a família, o brinquedo estava em uma “velocidade extrema“. O homem acabou se chocando contra um poste de madeira.

PUBLICIDADE

Os parentes da vítima acionaram a SAMU no momento do acidente, que se deslocou até o local, mas Thiago já chegou sem vida ao hospital. A família lamentou o óbito do rapaz nas redes sociais. “Tudo foi destruído em questão de segundos“, escreveu um conhecido.

A Polícia Civil abriu um inquérito para averiguar o momento que resultou na morte do rapaz. O equipamento de tirolesa foi apreendido e passará por perícia. Testemunhas afirmaram, em depoimento, que houve negligência por parte dos funcionários do hotel.

Uma testemunha afirma que os funcionários discutiram, logo após o acidente, dizendo que um deveria ter ficado responsável por frear o brinquedo. Também afirmam que os equipamentos de segurança não foram conferidos antes de Thiago descer.

A polícia agora apura o caso para averiguar se houve um possível homicídio culposo, aquele em que não há intenção de provocar a morte mas também se assumem os riscos que podem provocar a morte.

PUBLICIDADE

Escrito por Roberta R

Notícias diárias, cobrindo que acontece de mais interessante no Brasil e no mundo. Notícias curiosas, interessantes e cobertura dos famosos.