PUBLICIDADE


Polícia do Paraná localiza 92 foragidos graças ao cadastro para recebimento do auxílio emergencial

Ao todo, um levantamento aponta que cerca de 27 mil foragidos da justiça tiveram o auxílio aprovado e já receberam as primeiras parcelas do benefício.

A polícia civil do Paraná conseguiu usar a atualização de dados cadastrais, para recebimento do auxílio emergencial, feita por foragidos da justiça como instrumento para localiza-los. O resultado da ação foi de 92 foragidos recapturados e a localização de outros 8 acusados de crimes de roubo, tráfico e homicídio.

PUBLICIDADE


Em um primeiro momento, o delegado do caso afirmou que o pagamento do auxílio aos foragidos não esta sendo questionado. Ainda assim, a polícia vai investigar a regularidade dos paramentos para determinar se os foragidos tinham ou não direito ao benefício. Foram mais de 100 mandados de busca e apreensão.

O uso do cadastro da caixa para o auxílio emergencial foi usado pelo setor de inteligência da polícia civil para localizar os foragidos. Ao todo, um levantamento aponta que cerca de 27 mil foragidos da justiça tiveram o auxílio aprovado e já receberam as primeiras parcelas do benefício. A polícia sinaliza a investigação desses pagamentos.

PROBLEMAS NA LIBERAÇÃO DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

Um dos principais e mais básicos problemas do auxílio emergencial que vem sendo denunciado por brasileiros de todas as regiões é a dificuldade em acessar o dinheiro. Mesmo famílias que realmente precisam e dependem do dinheiro enfrentam problemas para ter o cadastro aprovado. Ainda existem milhões de brasileiros aguardando a aprovação do cadastro.

PUBLICIDADE


Mas, na outra ponta desse problema, o sistema responsável pela aprovação dos cadastros também vem sendo denunciado por um problema ainda mais absurdo: pessoas que realmente não tem direito estão conseguindo acessar o benefício. Um dos casos mais notáveis é o do CPF do filho de William Bonner e Fátima Bernardes. O apresentador foi ao twitter expor que golpistas usaram os dados de seu filho para sacar  o benefício.

Além disso, milhares de militares também receberam o benefício e foram denunciados pelo Ministério da Defesa. Nessa semana, o Fantástico denunciou que 11 dos criminosos mais procurados do Brasil também tiveram o pedido de auxílio aprovado. Os casos denunciam a necessidade de investigação.

PUBLICIDADE


Autor