PUBLICIDADE

Polícia identifica e prende suspeito de praticar roubo contra repórter da CNN; cena foi transmitida ao vivo durante jornal

O homem estava usando o mesmo cobertor que aparecia vestindo nas imagens da CNN e também estava portando uma faca.

Na manhã de hoje, o Brasil acompanhou o drama vivido pela repórter Bruna Macedo, da CNN, que teve os telefones pessoal e corporativo roubados, durante o momento em que falava ao vivo. A repórter estava falando sobre os alagamentos quando foi abordada.

PUBLICIDADE

Portando uma faca, um homem se aproxima da repórter e exige a entrega dos telefones. Ela tenta esconder um dos aparelhos, mas o assaltante sabia que ela tinha dois telefones consigo. Ao vivo, ela foi assaltada em rede nacional. Logo depois, a transmissão foi cortada.

Rafael Lacombe, que estava no estúdio apresentando o jornal, explicou ao público que Bruna, de fato, havia sido assaltada, mas que não havia se ferido e já estava a caminho da redação. A polícia foi acionada e começou a procurar pelo suspeito pela região.

Agentes foram deslocados aos principais pontos de consumo de drogas na região, até que finalmente encontraram o suspeito. O homem estava usando o mesmo cobertor que aparecia vestindo nas imagens da CNN e também estava portando uma faca.

PUBLICIDADE

Levado a delegacia, a vítima realizou o reconhecimento e também foi capaz de reconhecer a faca com a qual foi ameaçada horas mais cedo. O homem havia sido solto no último dia 2 de maio e tem passagem por roubo de aparelhos telefônicos.

O mesmo homem já foi preso anteriormente, em flagrante, pelo mesmo crime. O suspeito foi encontrado por policiais próximo a estação Tietê, do metrô. Agora ele vai responder pelo crime de roubo, com o agravante de ameaça por arma branca.

PUBLICIDADE

Bruna deixou um cargo de chefia na rede record para integrar a CNN, que começou no Brasil apenas no ano passado. De acordo com o portal Uol, a repórter sempre manifestou o desejo de realizar matérias na rua, o que seria um grande sonho profissional.

Apesar do susto, a repórter passa bem. Bruna ainda não falou sobre o caso nas redes sociais.

Autor