PUBLICIDADE


Polícia do Rio de Janeiro encontra cemitério clandestino utilizado por traficantes

Um agente ficou ferido na ação; de acordo com as investigações, pelo menos 42 covas existem no local.

Uma descoberta assustadora, digna de um filme de terror, foi feita pela polícia do estado do Rio de Janeiro. Esse fato tem sido notícia em todas as mídias do país, devido a atrocidade da situação.

PUBLICIDADE


Na manhã desta quarta-feira (19), A Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá, fez uma grande operação que culminou com a descoberta de um cemitério clandestino que era utilizado pela maior facção criminosa do estado.

Esse local estaria sendo usado para fazer o enterro de desafetos e até de civis que são contra os traficantes que atuam por toda a região do Complexo Salgueiro. Durante essa mega operação um agente policial ficou ferido.

Segundo dados divulgados pelas investigações, existem pelo menos 42 covas no local. Essa ordem de criação de um cemitério clandestino acabou partindo de um traficante, conhecido popularmente como Rabicó, que está foragido da Justiça.

PUBLICIDADE


Por ordens do chefe do tráfico, os criminosos da região tomaram a decisão de sumir com os corpos das vítimas, utilizando as mesmas técnicas usadas por milícias. Essa prática acabou sendo descoberta há pouco mais de um mês.

Para essa operação foram mobilizados em torno de 200 policiais, bem como agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais e a tropa de elite da Polícia Civil. Três blindados, uma retroescavadeira e cães farejadores também foram usados na operação. As notificações de mortes haviam caído na região e essas vítimas eram notificadas como desaparecidas.

PUBLICIDADE


 

Autor